8 lições que aprendi quando contratei um serviço de ilustração

Estou há mais de 10 anos no mercado da comunicação. Já trabalhei em departamento de marketing, em produtora de filmes, em editora de revistas e em agência de propaganda. Por isso, precisei contratar serviço de ilustração por diversas vezes. E posso dizer que não é a tarefa mais fácil do mundo.

Contratar um serviço de ilustração envolve algumas questões muito específicas que não estamos acostumados a lidar quando contratamos outros serviços. Por exemplo, quem é o dono do direito autoral da ilustração? Essa foi uma situação que surgiu logo na minha primeira negociação e que eu não fazia ideia que pudesse existir.

E foi isso que me motivou a escrever esse artigo. Quero apresentar algumas lições sobre serviço de ilustração que só aprendi na prática. Quero que você pegue um caminho mais curto do que o meu na hora de negociar com um ilustrador. Vamos lá?

Lição 1 – Por que contratar um serviço de ilustração?

Você certamente deve ter seus motivos para procurar um ilustrador. Então vou apresentar algumas características da ilustração para você ter a certeza de que realmente precisa desse serviço. Começo com uma provocação: uma fotografia não é mais adequada para o que você precisa? Isso vai depender do “sentimento” que você deseja transmitir.

Uma foto é um retrato mais fiel e mais sóbrio da realidade. A ilustração é diferente. Ela desperta a imaginação e abre novas possibilidades de interpretação. E isso pode ser bom ou ruim, depende do seu propósito. Independentemente do estilo, uma ilustração é, na maioria das vezes, mais lúdica e transmite uma ideia de liberdade.

E por falar em liberdade, a partir de uma ilustração é possível criar a cena que você quiser. Uma sala de aula em que os alunos são cachorros é possível em uma ilustração. Essa é uma das grandes vantagens da ilustração.

Lição 2 – Cada ilustrador tem um estilo

Assim como um músico ou um cantor desenvolve um estilo próprio para suas músicas, o ilustrador também vai ter um estilo único. É bem provável que ele use uma técnica em que tem mais experiência e facilidade para desenvolver o trabalho. Pode ser aquarela, bico de pena, tinta a óleo, xilogravura, pastel e muitas outras. É verdade que muitos ilustradores acabam circulando por várias técnicas e isso, de maneira alguma, é um demérito. Pelo contrário, demonstra a versatilidade do profissional.

O que importa para você que vai contratar um serviço de ilustração, é buscar o estilo mais adequado e coerente com o material em que a ilustração será utilizada. Para uma cartilha infantil, o desenho em pastel pode ser uma boa solução. Já o bico de pena em um material imobiliário de alto padrão vai deixar tudo ainda mais elegante. Então, primeiro vale a pena conhecer os estilos de ilustração para depois escolher um ilustrador para o serviço.

Lição 3 – Como saber se a ilustração vai ficar do jeito que eu preciso?

Essa é uma das grandes dificuldades na hora de contratar um serviço de ilustração. Você só vai ter a completa certeza de que gostou depois que o serviço estiver concluído. Mas aí ele já está concluído e é tarde para voltar atrás. Dificilmente um ilustrador vai refazer uma ilustração e nem é justo com ele. Se você não gostar do resultado final, uma boa parcela da responsabilidade é sua por não ter escolhido o profissional mais adequado para o serviço ou por não ter conseguido passar de maneira objetiva a sua ideia ou necessidade ao ilustrador.

Por isso, você deve tomar alguns cuidados antes fechar o negócio. Comigo funciona em quase todos os casos e sempre fico muito feliz com o resultado. A primeira coisa é olhar as ilustrações que ele já fez para ter a certeza que tem competência técnica e estilo correspondente para entregar o que você precisa. Não adianta exigir uma técnica que o ilustrador não domina.

O segundo ponto é desenvolver um bom briefing. Converse bastante com o ilustrador, conte porque você precisa da ilustração, onde você vai utilizá-la e quais são os trabalhos dele que você mais gosta. Mostre também algumas ilustrações de referência. Quanto mais informações ele tiver, melhor será o resultado final.

P.S.: Nos casos em que você vai contratar várias ilustrações, peça para o ilustrador fazer apenas a primeira. Se você ficar satisfeito, libere a criação das demais. Caso contrário, solicite ajustes antes de continuar.

Lição 4 – Direitos autorais. A ilustração vai ser minha?

Quando fui contratar um serviço de ilustração pela primeira vez, já fui surpreendido com a pergunta: você quer comprar os direitos de uso por quanto tempo? Como assim, comprar os direitos de uso? Foi o que pensei.

Depois fui entender que a praxe dos ilustradores é vender o direito do uso da ilustração por um determinado período (é assim também com fotógrafos). Ou seja, você está alugando a ilustração por um determinado período. Depois desse tempo ela volta a ser do ilustrador porque ele detém os direitos autorais.

Mas, e quando eu precisar ter os direitos autorais da ilustração, no caso de um mascote de empresa, por exemplo? Nessas situações você deve informar o ilustrador quando solicitar o orçamento para que ele inclua essa informação na proposta.

servico-de-ilustracao

Lição 5 – Onde procurar um ilustrador?

Quando eu contratava serviço de ilustração, a Tratativa ainda não existia. Então eu procurava em sites de portfólio online como Behance e Cargo Collective. Ou em redes sociais como o Pinterest e o Flickr. O problema é que era muito difícil refinar a busca e encontrar os ilustradores com o perfil que eu precisava. Sem contar que esses sites nem sempre fornecem o contato do profissional.

A Tratativa é, sem dúvida, o melhor lugar que existe para você procurar por ilustradores. Pelo site ou aplicativo você encontra o perfil do profissional, visualiza facilmente seus trabalhos, solicita diversas propostas de uma só vez e tem acesso fácil aos contatos. Acredite, a Tratativa é uma “mão na roda” para contratar serviço de ilustração.

Lição 6 – O que eu devo considerar para solicitar um orçamento?

Como eu já disse anteriormente, o direito autoral é algo que deve ser considerado no orçamento. A quantidade de ilustrações é outro aspecto que interfere no preço. Normalmente, quanto mais ilustrações você pedir, menor será o valor unitário de cada uma delas.

Caso você esteja criando um personagem, já preveja quantas posições ele terá. Por exemplo, o mesmo personagem pode estar falando ao celular, em outra cena está lendo um livro e em outra está apenas olhando para frente. Nesse caso, não se conta como três ilustrações, mas como a criação de um personagem em três posições diferentes.

Outro ponto que vai interferir no orçamento é onde você vai usar a ilustração. Se for para um material de tiragem pequena e com pouca abrangência, o preço é menor. Mas se for para um material com grande tiragem e abrangência, que vai ser visto por muita gente, nesse caso o orçamento será mais alto.

O grau de complexidade da ilustração também pode ser um fator que interfira no valor do orçamento. Se for um desenho que vai consumir muito tempo e dedicação, o ilustrador vai considerar isso na hora de fazer o preço.

Lição 7 – Como negociar o prazo de um serviço de ilustração?

Uma das coisas mais importantes que aprendi, e a duras penas, é que não dá para solicitar o serviço de ilustração de um dia para o outro. As chances disso dar errado é próxima de 100%.

Em alguns casos eu não tinha escolha, meu cliente precisava e eu tinha que pressionar o ilustrador. Mas o resultado era sempre abaixo do que poderia ser feito caso o prazo fosse maior. É que não existe mágica. A qualidade de uma ilustração feita em apenas um dia vai ser inferior àquela que foi trabalhada durante uma semana inteira.

Por isso, tente não acelerar o processo. Pergunte ao ilustrador qual é um prazo confortável para ele realizar o serviço estabeleça um cronograma de entrega prevendo possível ajustes. Sem contar que alguns ilustradores cobram uma taxa de urgência para serviços “sem prazo”.

Lição 8 – A entrega do material final

Existem duas maneiras do ilustrador te entregar a ilustração. Ela pode estar em imagem ou em vetor. O que isso significa? O arquivo em imagem não permite que você realize edições posteriores como mudar uma cor ou retirar um elemento. Se ela estiver vetorizada, quer dizer que você pode realizar algumas modificações simples na ilustração.

Eu costumo pedir todas as ilustrações vetorizadas. Isso pode tornar o valor um pouco maior, mas é um investimento que vale a pena. Os arquivos vetorizados podem vir em duas extensões: .crd (Corel Draw) ou .ai (Adobe Illustrator). Particularmente, eu prefiro .ai por entender que o Illustrator é uma ferramenta mais completa.

Para concluir

Solicitar um serviço de ilustração exige alguns cuidados especiais e eu aprendi isso ao longo da minha carreira. Com essas lições, não tenho dúvida de que você vai conseguir contratar um bom serviço de ilustração sem ter desagradáveis surpresas.

E com ajuda da Tratativa, tudo fica mais fácil. Afinal, você vai encontrar diversos ilustradores em um só lugar e ainda vai poder solicitar várias propostas de uma só vez. Bom trabalho.

8 lições que aprendi quando contratei um serviço de ilustração
5 (100%) 11 votes

Deixe um comentário